Fandom

Fullmetal Alchemist Wiki Brasil

Solf J. Kimblee

123 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar
Solf J. Kimblee
Kimblee.png
Nomenclatura
Nome completo Solf J. Kimblee
Língua japonesa ゾルフ・J・キンブリー
ゾルフ ジェイ キンブリー[1]
Romanização Zorufu J Kinburī
Zorufu Jei Kinburī[2]
Tradução Solf J. Kimblee[3]
Zolf J. Kimbly[4]
Zolf Jay Kimbly[5]
Alcunhas Crimson Alchemist[6]
Dados Gerais
Afiliação Forças Armadas Amestrinas
Bando de Ganância[4]
Homúnculo (chefe)
Ganância (chefe)[4]
Frank Archer (oficial superior)[4]
Ocupação Militar
Patente Equivalente a major
Tenente Coronel[4]
Itens usados Pedra filosofal
Alquimia única Alquimia explosiva
Objetivos pessoais Seu próprio divertimento
Estado Falecido
Dados Pessoais
Raça Raça humana
Etnia Possivelmente Xingniana
Gênero Masculino
Idade
Data de nascimento
Local de nascimento
Traços únicos Tatuagens alquímicas
Memória fotográfica
Genialidade alquímica
Interações pessoais
Dados de Mídia
Estréia Capítulo 13[7], Episódio 1[8]
Estréia alternativa Episódio 21[4]
Estréia nos jogos
Aparições
Voz japonesa Yuji Ueda[4]
Hiroyuki Yoshino[8]
Voz brasileira Nestor Chiesse
25px-CharacterAmestrisFlag.png


"A única coisa pior que a morte é desviar seus olhos dela. Olhe diretamente nos olhos de todas as pessoas que matar, não tire os olhos delas por um segundo sequer. E nunca se esqueça de nenhuma delas, porque eu prometo que elas nunca esquecerão de você."
—Kimblee.

Solf J. Kimblee (ゾルフ・J・キンブリー, Zorufu J Kinburī) é um Ex-Alquimista Federal. Kimblee ficou preso na Cidade Central por vários anos por matar seus oficiais superiores durante a Guerra Civil de Ishval.

Descrição

  • Zolf Jay Kimbly[9], que tem a alcunha "Crimson Alchemist", pode esmagar constituintes humanos como pólvora e explodir seres humanos como bombas. (Site Hagaren)[10][11]

Aparência

SolfJKimblee1.png

Kimblee durante a série 2003.

Fisicamente as únicas diferenças de uma versão para a outra são os traços do rosto e a cor de seus olhos. No mangá/série 2009 Kimblee tem olhos azuis com um ar frio e calculista, enquanto da série 2003 ele tem olhos castanhos com um ar mais ardiloso e cruel.

Em ambas as versões Kimblee aparenta ter por volta 30 anos, cabelos pretos longos amarrados em rabo de cavalo, e um biotipo magro e elegante. Quando esteve preso, ele usava os cabelos soltos, e um uniforme de presidiário bege. Kimblee também tem tatuado nas palmas das mãos círculos de transmutação, por isso era sempre mantido algemado, impedindo-o assim de unir as mãos para usar alquimia.

Série 2003

Kimbly01.jpg

Artwork de Kimblee na série 2003.

Quando Kimblee costumava andar na companhia de Ganância e seu bando após fugir da prisão, ele usava um terno e calças na cor vermelho rubro e uma camiseta preta por baixo. Mas após a morte de Ganância e seu retorno ao exército, Kimblee volta a vestir sua farda do exército amestrino como os demais militares, mas com o casaco parcialmente desabotoado.



Mangá/Série 2009

Quando Kimblee é liberto da prisão ele coloca um terno de três peças (colete, calça e blazer), camisa, sobretudo, chapéu e sapatos sociais brancos, e uma gravata roxa. Quando esteve de passagem por Briggs ele usou um cachecol lilás.

Personalidade

No mangá (e, posteriormente, no anime de 2009 com base no mesmo), Kimblee é tanto um filósofo, mas também um sociopata. Um artista cavalheiro por completo, ele considera suas explosões alquimicamente induzidas de serem da mais alta estética e visa torná-los tão "bonitos" quanto possível em termos de capacidade de alcance, destrutivo e som - som parecendo ser aparentemente o mais importante critério baseado em seu ouvido que frequentemente se mostrou aguçado para explosivos e de seu entusiasmo maníaco por altas explosões.

As manifestações psíquicas de Kimblee não se manifestam tanto exteriormente como em suas filosofias pessoais. Não tanto quanto imoral e amoral, ele se destaca como um observador, curioso apático a maior parte do tempo, avalia as pessoas e situações ao jogar fora a moralidade e o conceito de zonas cinzentas como contaminar fatores. Impulsionado por pensamentos como a "sobrevivência do mais forte" e "para o vencedor, os despojos", Kimblee tem grande prazer em determinar se a vontade e/ou a força de uma pessoa ou se parte dela é capaz de superar os de outro e genuinamente respeita as pessoas de vontade forte e inabalável convicção, mas pouco se importa em relação à vidas humanas e os que são afetados. Mesmo a sua própria vida é responsável perante os seus ideais empenados e ele está muito feliz em colocar a sua existência sobre a linha.

Frio e cortês, Kimblee é um filósofo ávido e um retórico habilidoso que defende seus pontos de vista niilistas bem o suficiente para silenciar a maioria dos opositores. No entanto, ele parece consciente de que sua mentalidade e ações não estão em sintonia com as veias populares do pensamento e ativamente encobre sua sociopatia com o decoro cavalheiresco e semântica inteligentes. Como analista da natureza humana, Kimblee entende exatamente o que precisa ser dito, a fim de esconder a sua "heresia" de quem não entendê-lo. Ele mostra ser um homem muito calculista e metódico, capaz de perceber aparentemente todos e quaisquer assuntos em questão e usar esta informação para melhor manipular a situação, tornando-o ainda mais perigoso.

No anime de 2003, a personalidade de Kimblee é significativamente menos cavalheiresca e mais ameaçadora. Seu caráter é mais abertamente sádica e atua mais frequentemente em prol do puro prazer, mais do que qualquer objetivo particular. Além disso, ele parece gostar de sangue e morte mais do que explosões. Ele ativamente as incorpora em sua arte comburente, em vez de considerá-las como subprodutos.

História

No mangá, Kimblee é mais profundamente explorado durante a Guerra Civil de Ishval. Ele olha com desdém para Mustang e culpa Hawkeye sobre suas ações contra os cidadãos Ishvalianos, lembrando-lhes que tinha o uniforme militar de sua livre vontade, sabendo o que pode ter sido o esperado deles quando a decisão foi tomada. Ele também propositadamente frustra qualquer tentativa de alquimistas de outros estados de obrigar o inimigo a pedir misericórdia, como quando ele mata duas mulheres Ishvalianas que fogem que Armstrong tentou poupar, lembrando a seu camarada que permitir que um inimigo de escapar era uma ofensa punida por corte marcial antes de estender a mão para ajudá-lo.

Depois descobriu-se que os médicos Rockbell estavam ajudando os Ishvalianos, os superiores de Kimblee expressam descontentamento por suas ações. Porque eles estavam fornecendo ajuda humanitária, era dever dos militares para protegê-los, um ato que eles sentiam que era um encargo desnecessário para eles. A Unidade de Kimblee é o enviada para proteger os Rockbells, com ele sendo fortemente implicado que ele foi mandado assassiná-los o mais rápido possível. Kimblee expressa admiração sobre os médicos, indicando o seu respeito pelo trabalho deles como médicos em um momento tão caótico. Quando se descobriu que eles foram mortos antes de sua chegada, Kimblee afirma que o objetivo de um soldado é de tirar a vida, eo propósito de um médico é para salvá-lo, e, como tal, as mortes do Rockbell eram nobres.

Na sequência destes acontecimentos, Kimblee mata vários de seus oficiais superiores, para manter em sua posse a pedra filosofal que ele ganhou, e foi posteriormente enviado para a prisão.

Plot

Mangá e Série 2009

Ele aparece pela primeira vez no anime Brotherhood sendo abordado na prisão pelo personagem exclusivo do anime Isaac McDougal com o propósito de ajudar em seu ataque a Comando Central e recusando a oferta. Kimblee aparece pela primeira vez no mangá no Capítulo 13 . Ouvindo o barulho de destruição no Laboratório 5 de sua cela na prisão ao lado, Kimblee corretamente deduz origem do som e expressa seu êxtase sobre o som e o sentimento de uma tal explosão poderosa.

Após a guerra, Kimblee é libertado da prisão por ordem do Führer e Inveja dá-lhe uma nova pedra filosofal. Ele é, então, enviado para capturar Scar e Tim Marcoh. É claro que ele estava alheio à identidade de Scar, e, assim, fica bastante chocado com esta revelação. Ele se envolve com Scar em breve batalha em um trem para o norte, mas acaba gravemente ferido por um golpe de tubos de aço por Scar através de seu lado esquerdo. Ele é, então, transportado para Briggs. O General Raven chega juntamente com o médico alquimista que iria curá-lo.

Ele pede que trouxessem Winry para a base norte, sob o pretexto de precisar de sua ajuda para fazer Ed ficar preparado para o combate, mas na realidade garantindo-a como refém para forçar os Elrics a cooperar com sua busca por Scar. Ed confronta-o, mas Kimblee afirma que ele fez isso por simples curiosidade. Ele diz que o mundo estava à beira da mudança, e ele agiu porque queria ver de que lado o mundo iria apoiar no final. Ele é eventualmente capaz de aplacar Ed em conformidade, ambos com Winry como seu refém e com a promessa de abrir mão de uma pedra filosofal caso ele tivesse sucesso.

Kimblee retoma à busca, tendo ele, os Elrics e vários soldados de Briggs indo a cidade mineiradora abandonada, Baschool. Os Elrics conspiram com Dr. Marcoh e Scar sem ele perceber, fingindo o sequestro de Winry como um meio de libertá-la das garras de Kimblee. Eles organizam uma cena para criar a ilusão de que Winry foi tomada por Scar, na esperança de que a presença de Winry iria parar Kimblee de atacar, e dar a desculpa perfeita para o seu desaparecimento repentino. O plano dá errado quando Scar cai nas provocações de Kimblee, dizendo-lhe que parece que os papéis tinham mudado a partir de quando eles se conheceram, trazendo Kimblee a uma raiva que faz com que ele tente usar sua alquimia para atacar. A nevasca impede invadindo a cena sangrenta de crescer, eo exército de Kimblee é forçada no abrigo como Scar e seu partido a navegar nas minas para um caminho para Briggs.

Enquanto neva em Briggs, a busca de Kimblee começa tramando seu assassinato, convencendo um incerto Edward a participar, chamando sua atenção para longe, enquanto seus atiradores assumem suas posições. Ed tenta cumprir o plano, mas Kimblee revela que ele está perfeitamente consciente da tentativa, afirmando que ele podia sentir a intenção assassina vinda da unidade de Briggs o tempo todo. Ele cria uma explosão para desfocar a visão dos atiradores e escapa para as minas.

Depois de cuidar de seus subordinados, Ed segue Kimblee para as minas e luta com ele. Ed consegue separar Kimblee da pedra filosofal, e destrói o círculo de transmutação na sua mão, acreditando que essas ações acabariam com a capacidade Kimblee de realizar alquimia. Kimblee expressa seu respeito a Ed para tentar viver fiel ao seu código de possuir a força para não matar, mas diz que é mesma crença ingênua de que vai custar-lhe a vida. Kimblee, em seguida, utiliza a outra pedra (que Ed não tinha conhecimento) para criar uma explosão que provoca o colapso da mina.

Ele, então, procura Preguiça pelo túnel, mas acaba se encontrando com Orgulho, que ordena que ele "esculpa uma crista sangrenta em Briggs".

Ele ataca Briggs, juntamente com o exército de Drachma, posando como um traidor Amestriano. No entanto, enquanto a frente das forças de Drachma são dizimadas por Briggs, Kimblee estava ocupado retirando os soldados restantes, completando a "crista de sangue".

Na noite antes do Dia Prometido, Kimblee havia retornado para a central e estava desfrutando de uma matança, mas lamentou que ele havia manchado seu terno branco com o seu sangue das vítimas novamente depois de tê-lo feito sob medida para ele. Quando Orgulho havia sido detido pelos Elrics, Kimblee é enviado pelo Pai para resgatá-lo depois de ouvir uma mensagem enviada por Orgulho ao bater no capacete de Al em código morse. Ironicamente, este código é exatamente ao de Riza quando enviou a Mustang uma mensagem secreta sobre Selim sendo o homúnculo Orgulho. Usando sua alquimia, Kimblee explode um buraco na cúpula de terra que tinha subjugado Orgulho. No entanto, Al leva a antiga Pedra Filosofal de Kimblee graças a Heinkel, em que tinha encontrado depois da batalha em Baschool e tinha guardado ela. Depois de um tempo de luta contra Al, Kimblee é mordido no pescoço por Heinkel em modo quimera. Eles tentam fugir de carro, tendo Kimblee como prisioneiro, mas Heinkel decide lançar o corpo de Kimblee de volta para ele para adquirir-lhes mais tempo. Em vez de persegui-los, fica para trás Orgulho e o fatalmente ferido Kimblee.

Orgulho muda seu olhar divertido ao olhar para baixo e ver Kimblee fatalmente ferido, afirmando que isso realmente prova que os seres humanos não têm lugar no mundo natural. Ele fica maravilhado como o terno de Kimblee, que foi tingido de vermelho pelo sangue de sua garganta, agora tinha uma cor que de modo que ficava perfeitamente adequado a ele, e faz Kimblee se lembrar que ele planejava ver o lado do mundo que ele escolheria se toda a sua força poderia fazer por ele. Ele decide ajudar Kimblee em seu desejo, deixando-o "viver como uma parte dele." As sombras de Orgulho pegam no rosto do Kimblee meio-morto, então ele é totalmente consumido, seu corpo e alma, juntamente com a nova Pedra Filosofal em sua posse são adicionados à coleção própria de Orgulho de almas consumidas.

Kimblee aparece uma última vez saindo do turbilhão de almas dentro da consciência de Orgulho para interferir com a tentativa do Homúnculos para roubar o corpo de Edward. Embora mergulhado na agonia de séculos de espiritos velhos, Kimblee é capaz de manter a sua individualidade. Para a surpresa de Orgulho, Kimblee considera os lamentos de agonia das outras almas algo tão suave como uma canção de ninar. Quando perguntado por que ele iria interferir, Kimblee comenta sobre a falta de Orgulho de resolver chamar-se de "ser superior" mas em seguida, querendo obter o corpo de um "ser menor", como um ser humano, apenas para salvar sua própria vida. Kimblee deixa muito claro e mostra seu desprezo pela falta de elegância de Orgulho, inadvertidamente dando Edward tempo suficiente para contra-atacar. No entanto, Kimblee assegura o Homúnculo que Edward não está assassinado-o (lembrando a conversa que os dois alquimistas tinham sobre a "decisão de não matar") e de boa vontade desaparece ao mesmo tempo em que a Pedra Filosofal acaba destruindo o núcleo de Orgulho, tirando o chapéu para Edward enquanto ele viaja para o esquecimento.

Série 2003

No anime de 2003, Kimblee é visto pela primeira vez em uma participação especial como um dos Alquimistas Federais durante a Guerra Civil de Ishval na história de Tim Marcoh. Kimblee não é devidamente introduzido até alguns episódios depois, onde ele está na prisão, e cumpre sua pena devido aos crimes cometidos em Ishval. Junto com outros presos, ele é enviado por Inveja, disfarçado de Basque Grand, para o Laboratório 5, onde ele seria um sacrifício humano para a pedra filosofal sendo criado por Edward, ao mesmo tempo. No entanto, Kimblee escapa da morte ao explodir um dos presos que acredita que suas habilidades alquímicas são uma farsa. Ao sair da unidade, ele conhece Ganância, que também estava escapando do lugar com sua gangue recém-formado de Quimeras. Tendo poucas opções, Kimblee se junta a eles.

Após o retorno dos irmãos Elric de Yock Island, Kimblee auxilia Ganância, ajudando-o junto com Bido, na tentativa de capturar o homúnculo Ira da sede militar. Lá, ele encontra pessoalmente Frank Archer, que está impressionado com ele e lembra que ele poderia ajudar Kimblee à voltar para o serviço militar, se ele desejasse. Depois de eles falharem, ele ajuda Ganância no seqüestro de Alphonse. Pouco depois, Kimblee trai Ganância enviando uma unidade do exército (assim como Luxúria e Gula) para o esconderijo, onde eles matam mais membros da gangue de dele. Ao fazer isso, Kimblee é recrutado de volta para o serviço militar sob o comando de Archer.

Kimblee, tendo sido promovido a tenente-coronel, mais tarde, viaja com Archer, Mustang e os seus homens para Reole, onde eles tentam encontrar Scar (Mustang fica revoltado devido ao fato de que Kimblee é promovido a tenente-coronel). Lá, Kimblee é confrontado por Martel, o único membro sobrevivente da gangue de Ganância. Enfurecida, ela ataca Kimblee, apenas para ser quase morta. Ela é salva por Alphonse que fere o braço de Kimblee no processo, devido à estratégia de Al usando a própria alquimia de Kimblee contra ele. Isso só faz com que ele ganhe raiva de Al, jurando que ele vai se vingar taransformando Alphonse em uma bomba na próxima vez que eles se encontrarem. Horas mais tarde, Kimblee é ordenado por Bradley para entrar em Reole para agitar uma revolta com a ajuda de quimeras de Shou Tucker, como parte de seu plano para garantir que os militares não seriam responsabilizados ​​por qualquer irregularidade na destruição de Reole, juntamente com a ordem para secretamente assassinar Edward Elric para ajudar a sua causa. Durante este ataque, ele confronta Scar, na qual foi responsável por sua cicatriz facial e a morte do irmão de Scar durante a rebelião de Ishval (Kimblee inicialmente não se lembra dele, até que ele reconheceu que a cicatriz como a sua obra). Kimblee luta com Scar, mas é morto pelo Ishvaliano vingativo. Seu último ato é transformar Alphonse em uma bomba para se vingar dele, fazendo ele explodir depois de uma lenta reação química, a fim de dar Alphonse "tempo para pensar sobre a sua morte, e refletir sobre como seus esforços tem sido inúteis."

Habilidades

Memória Fotográfica: Kimblee demonstrou habilidades naturais tais como memória fotográfica, sendo capaz de gravar os rostos de todas as pessoas que conheceu, principalmente das suas vítimas.

Alto Intelecto: Ele é capaz de saber se esta sendo alvo de alguma armadilha ou emboscada, habilidade esta adquirida devido a participação na Guerra Civil de Ishval.

Controle de Regurgitação: A habilidade mais peculiar de Kimblee é sua capacidade de controlar sua regurgitação. Dessa maneira ele foi capaz de guardar uma Pedra Filosofal durante anos no seu estômago cuspindo-a de acordo com sua vontade.

Expert em Pedras Filosofais:

Alquimia

Mangá e Série 2009

Mestre da Alquimia: As habilidades alquímicas de Kimblee se resumem em causar explosões utilizando dos círculos de transmutação tatuados nas palmas das mãos.

Kimblee s circle right.jpg

Em sua mão direita temos um Sol que significa Ouro dentro de um Triângulo para baixo que representa Água.

Kimblee s circle left.jpg

Em sua mão esquerda temos a Lua que significa Prata, dentro de um Triângulo para cima que representa Fogo.

Ao combinar os símbolos contraditórios formando um hexagrama, ele cria um desequilíbrio instável de energia em qualquer coisa que ele toque, fazendo-a explodir violentamente.

Kimblee também é capaz de fazer uma instabilidade fluir de um lugar para outro à sua vontade, dirigindo explosões localizadas de longo alcance.

Alchemical-Explosions.gif

As explosões alquímicas de Kimblee.

Depois do massacre em Ishval, Kimblee passou a utilizar uma Pedra Filosofal para aumentar seus poderes alquímicos.

Série 2003

Alquimista Expert: No anime de 2003, o método de transmutação de Kimblee é bem diferente. Em vez de criar um desequilíbrio energético dentro de um objeto, ele muda a composição atômica e molecular dentro de objetos, de modo a alterar o que ele toca em um explosivo químico. Embora Kimblee foi mostrado para usar este método em objetos inanimados, aparentemente, ele prefere usar as coisas vivas, especialmente as pessoas. Com esta técnica, ele pode destruir completamente o ser de uma pessoa ou até mesmo explodir pequenas porções do corpo de forma independente dos outros.

Memória Fotográfica: Kimblee demonstrou habilidades naturais tais como memória fotográfica, sendo capaz de gravar os rostos de todas as pessoas que conheceu, principalmente das suas vítimas.

Trivia

  • Como quase todo os personagens militares na série Fullmetal Alchemist, Kimblee é nomeado após um veículo, um navio ou uma arma militar, neste caso, provavelmente o USS Kimberly - dois Destroyers navais dos Estados Unidos, o primeiro, DD-80 era uma classe de Wickes e foi usado nos meses finais da Primeira Guerra Mundial e o segundo o DD-521, uma classe de Fletcher que foi usado na Segunda Guerra Mundial e que foi emprestado mais tarde a Taiwan em 1967 e foi usado até 1999.
  • Hiromu Arakawa afirmou que a inspiração para o personagem de Kimblee veio em parte do protagonista de Laranja Mecânica. Ela também disse que ela acha que as pessoas de terno branco sempre têm este "olhar desprezível" em seus rostos.
  • Curiosamente, no anime de 2003, mangá e anime Brotherhood, Kimblee batalha com Alphonse em algum ponto e é fatalmente ferido por uma terceira pessoa: Scar na série de 2003 e Heinkel no mangá e no anime Brotherhood. Além disso, tanto Scar e Heinkel na época tinham um profundo ódio em relação Kimblee desde que ele tentou matá-los no passado.
  • É interessante notar que Kimblee nunca foi repreendido por quase matar Edward (um precioso sacrifício humano) em Baschool. Se os Homúnculos e/ou Militares não sabiam que ele causou o desmoronamento, que estavam cientes de que Edward tinha sobrevivido, ou estavam apenas desesperados por mão-de-obra ainda não está claro.
  • A alcunha de Kimblee tem causado grande transtorno entre os tradutores. O kanji que compõe sua alcunha em japonês: "紅蓮" se lê: "Guren", e significa: "Lótus Vemelha".
    • Os kanji "紅" significa: "Carmesim" ou "Rubro" que seria um tom de vermelho bem forte. Por isso em algumas traduções ele é conhecido apenas com "Alquimista Rubro" ou "Alquimista Carmesim". Uma outra curiosidade é que a Lotus Vermelha é muitas vezes usada como simbolismo para explosões de fogo, mas a autora nunca falou sobre esse aspecto.
  • Yuji Ueda, o dublador japonês de Kimblee na série de 2003, fez a voz Jean Havoc na série de 2009.
  • O nome de Kimblee acaba sendo traduzido como Zolf .J. Kimbly na série 2003.

Referências

  1. Em sua descrição no site Hagaren, o seu nome é escrito dessa maneira http://www.hagaren.jp/old/chara/kim01.html
  2. Em sua descrição no site Hagaren, o seu nome é escrito dessa maneira http://www.hagaren.jp/old/chara/kim01.html
  3. Do japonês ゾルフ・J・キンブリー Zorufu J Kinburī
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 4,4 4,5 4,6 Anime de Fullmetal Alchemist (2003-2004).
  5. Em sua descrição no site Hagaren, o seu nome é escrito dessa maneira http://www.hagaren.jp/old/chara/kim01.html
  6. 紅蓮の錬金術師 Guren no Renkinjutsushi. A alcunha nunca foi traduzida oficialmente para o inglês, e o termo "guren" tem múltiplos significados. O debate da tradução do termo geralmente fica entre Red Lotus Alchemist ("Alquimista da Lótus Vermelha") e Crimson Alchemist ("Alquimista Carmesim" ou "Alquimista Rubro").
  7. Mangá de Fullmetal Alchemist (2001-2010).
  8. 8,0 8,1 Fullmetal Alchemist: Brotherhood (2009-2010).
  9. Em sua descrição no site Hagaren, o seu nome é escrito dessa maneira http://www.hagaren.jp/old/chara/kim01.html
  10. Do japonês 「紅蓮の錬金術師」の二つ名を持つゾルフ ジェイ キンブリーは、人体の構成成分を火薬に似せて錬成し、人間を爆弾として爆発させることが出来る。 'Guren no renkinjutsu-shi' no futatsu-mei o motsu Zorufu Jei Kinburī wa, jintai no kōsei seibun o kayaku ni nisete rensei shi, ningen o bakudan to shite bakuhatsu sa seru koto ga dekiru.
  11. http://www.hagaren.jp/old/chara/kim01.html

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória