FANDOM


Lust
Luxúria2009opção3
Nomenclatura
Nome completo Lust
Língua japonesa ラスト
Romanização Rasuto
Tradução Lust[1]
Alcunhas Solaris[2][3]
"Luxúria, a Lasciva" 
A Lança Suprema[4]
Dados Gerais
Afiliação Pai
Edward Elric[5]
Gula
Dante[5]
Homúnculos
Ocupação Espiã
Instigadora
Patente
Itens usados A Lança Suprema[6]
Alquimia única
Objetivos pessoais Alimentar o desejo de pessoas fracas e vazias para assim criar o caos e destruição
Realizar os planos do Pai
Ajudar os Elrics na luta contra Dante[5]
Se tornar humana[5]
Estado Falecido
Dados Pessoais
Raça Homúnculos
Etnia
Gênero Feminino
Idade 250 anos aproximadamente (2º Homúnculo a ser criado)[7]
14 anos aproximadamente[5]
Data de nascimento 1665[7]
1901 (possivelmente)[5]
Local de nascimento Resembool, Amestris
Traços únicos Sua beleza
Inteligência
Suas habilidades
Interações pessoais Pai (criador)
Dante (criadora)[5]
Inveja (irmão)
Ganância (irmão)
Ira (irmão)
Ira (irmão)[5]
Preguiça (irmão)
Preguiça (irmã)[5]
Orgulho (irmão)
Orgulho (irmão)[5]
Dados de Mídia
Estréia Capítulo 1, Episódio 1
Estréia alternativa Episódio 1
Estréia nos jogos Fullmetal Alchemist and the Flightless Angel
Aparições
Voz japonesa Yūko Satō[5]
Kikuko Inoue[7]
Voz brasileira Vanessa Alves
25px-CharacterAmestrisFlag


Luxúria (ラスト, Rasuto, lit. Lust) é um Homúnculo e um dos primeiros antagonistas de Fullmetal Alchemist.

Descrição

  • Tem poder suficiente para apagar uma cidade do mapa com um humor diabólico. Sua identidade ainda é desconhecida. (Site Hagaren)[8][9]

Aparência

LustArtwork2003

Artwork de Luxúria da série 2003.

Luxúria é uma mulher de bela aparência, tem pele bem clara, corpo curvilíneo, seios fartos, e cabelos pretos bem longos e volumosos.

20118-1294308815

Luxúria durante a série 2003.

Quanto a sua vestimenta, Luxúria geralmente é vista usando um vestido preto longo na altura dos tornozelos, estilo "tomara que caia" com um decote em "V". O vestido também é justo contornando sua silhueta e realçanado sua beleza.

Luxúria também usa um par de luvas longas e botas de cano longo e salto alto também nas cores preta.

No mangá e anime Brotherhood, Luxúria também havia sido vista usando uma roupa alternativa, enquanto trabalhava sob o pseudônimo de "Solaris", onde ao invés de roupas mais ousadas, ela aparece com roupas mais modestas, usando um vestido chinês de gola alta, roxo, luvas vermelhas e de cabelo amarrado. Raramente Luxúria também é vista usando um blazer preto com gola de pelos.

Na série 2003, sua aparência e vestuário continuam os mesmos, a única diferença em si está na cor de seu vestido e na cor de seu cabelo, que tem um tom mais esverdeado escuro.

Sua marca de Ouroboros está localizada sobre sua clavícula, logo acima dos seios.

Personalidade

Ela é a mais sádica entre seus irmãos. Luxúria exibe um distinto prazer em torturar seus adversários, como durante a sua luta com o Roy Mustang e Jean Havoc no Laboratório de Pesquisa 3. Além disso separando-a de seus irmãos, Luxúria não exibe quaisquer outros traços de personalidade com base depois de seu nome, Luxúria. Enquanto Ganância era ganancioso, e Gula era guloso, Luxúria mesma nunca foi mostrada sendo lasciva. Ao invés disso, ela serve como objeto de outros desejos.

No entanto, como a maioria dos Homúnculos, Luxúria tinha orgulho especial em sua existência como um ser superior aos seres humanos. Muitas vezes sendo mostrado ela chegando a conclusão de que os seres humanos são seres inferiores, Luxúria, muitas vezes comenta o ridículo da natureza humana. Como tal, ela não sentiu nenhum remorso por manipular ou matar, alegremente assistindo a aldeia de Reole caindo no caos e na guerra civil. Ela não estava pronta para admitir a derrota, porém, e de bom grado reconhece Mustang para ser um homem digno de matá-la, devido à sua natureza pessoal, apesar de, em seguida, desejando-lhe o sofrimento dele depois.

Na série 2003, sua personalidade durante a série é muito parecida com a do mangá e anime Brotherhood, entretanto, após entrar em contato com os restos mortais da pessoa que ela deveria ser e após conviver com Lujon, na qual se parecia com o irmão de scar, ela começa a entrar em conflito com si mesma. Além do mais, ela tinha o grande desejo de se tornar humana, por isso queria a pedra filosofal. Mas ela não sabe o porque de querer se tornar humana, mas Ira dá a sugestão de que ela queria se tornar humana para morrer. Outra evidência de que ela começa mudar neste série é quando ela começa a ajudar os Elrics por um breve tempo e também após saber que Dante não queria a Pedra Filosofal para torná-los humanos, mas sim para que ela pudesse continuar viva, ela começa a ir contra os outros Homúnculos e Dante, abandonando-os, começando assim sua jornada com os Elrics.

Após saber os reais motivos de Dante, ter contato com objetos que fazem com que ela relembre das memórias da pessoa que ela deveria ser, ter tido um rápido relacionamento com Lujon e ter conversado com Scar sobre a namorada do irmão dele, ela começa a se tornar um pouco mais humana e consideravelmente alguém do bem.

Plot

Mangá e Série 2009

Aparecendo pela primeira vez após a situação de emergência na Central envolvendo o Alquimista de Gelo, Luxúria foi vista relatar a alguém por telefone sobre o progresso em Liore, aparentemente ligando dentro da catedral da cidade. Expressando pena pela morte de McDougal, devido ao seu status como um "pilar humano", ela fez uma breve pausa, para castigar Gula sobre o seu excesso de comer coisas estranhas. Depois ela retorna para o telefone e menciona que seus planos iriam começar a ser feitos em breve.

Vários dias mais tarde, após o Fullmetal Alchemist e seu irmão terem falado a verdade da igreja de Reole à sua população e terem derrotado o falso padre, Cornello, tanto Luxúria e gula apareceram com o padre dentro da catedral quando tentava escapar dos outros dois. Reconhecendo-os, Cornello foi rapidamente morto por Luxúria antes que ele pudesse atacar. Comentando que eles vão ter que começar de novo na cidade e como o Pai ficaria infeliz com a notícia, ela opta por não fazer nada e Gula começa a devorar o corpo do falso padre.

Não muito tempo depois de matar o padre, é revelado que o padre havia sido substituído com uma duplicata exata, a fim de continuar a espalhar a febre religiosa dentro da cidade. Assistindo a queda da cidade no caos e destruição devido à divisão entre os fiéis e os "pagãos", Luxúria só poderia rir de como os seres humanos eram tolos com Gula ecoando suas palavras. Também concordando, o falso Cornello aproximou-se deles pelas costas enquanto Luxúria apenas passou a comentar que a intervenção dos Elrics tinha sido transformado em algo benéfico. Olhando para o padre, Luxúria perguntou quanto tempo ele pretendia permanecer nessa forma, apenas para o duplicado para responder que ele estava apenas indo com o fluxo. Em seguida ele se transforma de volta em sua aparência original e é revelado que ele é um cúmplice chamado Inveja.

De dentro do salão atrás deles, um dos seguidores de Cornello acaba testemunhado a transformação de Inveja e quer saber o que aconteceu com o verdadeiro padre. Antes que Luxúria ou Inveja pudessem fazer qualquer coisa em relação a aquele homem, Gula salta rapidamente no instinto e come o homem antes que ele possa contar a ninguém. Discutindo a morte de Shou Tucker pelas mãos de Scar, Luxúria começa a se preocupar com a segurança do Flame Alchemist e do Fullmetal Alchemist, devido à sua posição como "sacrifícios humanos", e promete fazer algo sobre isso.

Seguindo a trilha deixada pelos Elrics, Luxúria foi capaz de localizar o Dr. Marcoh em uma pequena cidade do interior. Ela o sequestrou e ameaçou destruir a cidade e matar qualquer um dentro dela. Ela foi capaz de obter algumas informações valiosas do alquimista a respeito dos seus trabalhos de pesquisa sobre a Pedra Filosofal e sua localização. Seguindo esta pista, Luxúria voltou para a Central City, na tentativa de descobrir os documentos de pesquisa. No entanto, devido ao tamanho da biblioteca ela ficou impaciente e decidiu queimar o edifício.

Apesar de explicar suas ações a Gula, ele sente o cheiro de um Ishvaliano na qual ele diz que cheirava a sangue. Dando-lhe permissão para comer o sobrevivente, os dois Homúnculos se movem para rastrear o Ishvaliano. Encontram o homem caminhando através dos esgotos, a dupla não perde tempo em atacá-lo, e graça a essa luta uma enorme explosão acontece que deixou uma parte dos esgotos em colapso, e deixou os militares locais sob a impressão de que Scar tinha sido morto. Entretanto os dois homúnculos tinham sobrevivido, e também certos de que sua presa também havia escapado. Em vez de perseguir no entanto, Luxúria decidiu que seria melhor relatar ao Pai sobre o Ishvaliano e por isso a dupla deixa o local.

Aparecendo mais tarde com Inveja, Luxúria chegou no quarto central dentro do Laboratório de Pesquisa 5 para encontrar Edward Elric conversando com os Irmãos Slicer, o último dos quais o jovem alquimista tinha acabado de derrotar. Assim como um dos irmãos estava prestes a revelar a verdade a Edward sobre o segredo do laboratório, Luxúria quebra o selo de sangue mantendo sua alma ligada, efetivamente matando o homem. Olhando para o alquimista, tanto Inveja e ela mesma se perguntam como ele havia descoberto a sua localização. Observando como Inveja começou a incitar Edward em ação, Luxúria foi o primeiro a comentar sobre o braço automail quebrado do alquimista. Lembrando o alquimista que ele estava sendo mantido vivo por eles, Luxúria decide que era hora de destruir o edifício por causa do mesmo ter sido descoberto.

Ela logo chamou a atenção do homúnculos pois o tenente-coronel Hughes estava descobrindo suas atividades e estava chegando muito perto de descobrir a verdade. Encurralando-o para dentro do quarto de registros da sede da Central, Luxúria simplesmente irá silenciar ele e os comentários dela sobre ele descobrindo muito. Atacando com as unhas já estendidas, ela não conseguiu acertar um golpe letal e foi em vez incapacitada devido a uma das facas do tenente-coronel ter atingido sua testa. Após recuperar sua consciência, Luxúria ouve ele praguejando de dor só para responder de forma quieta para si mesma que deveria ser a sua linha.

Algum tempo depois, Luxúria aparece com o resto de seus irmãos homúnculos, a fim de testemunhar o retorno de Ganância nas mãos de Ira. Zombeteiramente flertando com Luxúria, Ganância nota que ela não mudou em mais de um século e revela seu apelido , "A Lança Suprema". Perguntando onde Preguiça estava, Luxúria apenas responde que ele sempre ignora as reuniões, mas isso era porque ele estava trabalhando no momento. Em seguida, ele pergunta quem era Ira, Luxúria explica que ele era o último irmão a ser criado pelo pai com um ser humano vivo, e tinha assumido o papel de Fuhrer de Amestris. Luxúria assiste então silenciosamente Pai matar Ganância em uma grande cuba, antes de beber os seus restos mortais para retornar seu fragmento de alma para si mesmo.

Eventualmente, Luxúria descobre através de Inveja que Mustang já estava investigando suas atividades, devido à morte de seu amigo Hughes, o que faz com que eles fiquem nervosos, pois podem, eventualmente, descobrir a verdade de seus planos, apesar de terem o movido para a Central, a fim de controlá-lo. Reunidos em uma sala escura cheia de gaiolas de quimera, os dois homúnculos discutem o que eles devem fazer. Inveja pede a Luxúria se ela tivesse sido capaz de obter todas as informações de seu namorado, e ela responde que ela não está incerta se ele é capaz muito menos experiente. Decidindo reunir um pouco mais de informações, Luxúria estava prestes a deixar o lugar com Gula antes que Inveja o puxa-a. Perguntando se ele tinha um plano, Inveja lembra que a melhor maneira de calar a boca de um cão irritante é dar-lhe um pouco de comida. Enquanto Inveja define seu plano em movimento, Luxúria, em seguida, vai e encontra-se com o namorado dela mais uma vez, que é revelado ser Jean Havoc.

Tendo emoldurado a segundo tenente Maria Ross como o assassino de Hughes, Mustang parece matar a mulher para vingar seu amigo, levando os dois homúnculos a acreditar que ele estava agora satisfeito e não os investigaria mais. Enquanto Luxúria repreende Inveja por enfurecer Mustang ao invés de controlá-lo, Inveja simplesmente responde que o cão teve a sua isca e agora os próprios homens do coronel poderiam até ficar com nojo dele. Eles também descobrem que Barry foi o único a assaltar a prisão durante a tentativa de fuga de Maria Ross. Perguntando a Inveja onde ele estava, o homúnculo responde que ele não sabe devido a Barry ser bom em escapar e que eles não tinham pessoas suficientes. Olhando para uma das gaiolas próximas, Luxúria responde que "ele" era tudo de que precisavam, revelando que o ocupante era o corpo vivo de Barry.

Enquanto o grupo de Barry e Mustang estavam correndo ao redor do Laboratório de Pesquisa 3, Luxúria aparece atrás de Mustang e Havoc, e ambos são surpreendidos pela aparição dela. Duvidando dela, Mustang aponta a tatuagem de Ouroboros em seu peito, o que prova que ela é um homúnculo. Questionando-a sobre se ela conhecia Maes Hughes, Luxúria começa a comentar que era uma pena que ela não pudesse terminá-lo pessoalmente antes de levar um tiro no joelho pelo Coronel. Revelando suas habilidades regenerativas, Luxúria repreende-os por pensar que poderia trazê-la de joelhos antes que ela fizesse o mesmo com eles, e em seguida, ele disparou várias vezes novamente, agora em direção a cabeça e ombros de Luxúria.

Regenerando novamente a partir desses tiros, Luxúria, em seguida, elogia Havoc por ser capaz de reconhecer o que ela é. Como "recompensa" por saberem demais, Luxúria usa a ponta dos dedos para abrir seu próprio peito e revelar a Pedra Filosofal dentro de suas costelas. Explicando que era o núcleo de todos os seres humanos criado pela alquimia, Luxúria menciona que eles também têm sentimentos e, como tal, amam seus criadores. Deduzindo que ela não planejava deixá-los sair vivos, Luxúria concorda e usa suas unhas estendidas para cortar a pistola de Mustang. Vendo-o colocar a sua luva alquímica, Luxúria imediatamente corta a linha de água acima deles, molhando o Coronel e Havoc. Percebendo a situação, ambos os homens, em seguida, fogem da sala com Luxúria cortando tudo como maneira de chegar até eles.

Uma vez fora da sala, Mustang se move para decompor o oxigênio e hidrogênio da massa de água, fazendo com que Havoc jogue seu isqueiro, a fim de inflamar os gases. Seu trabalho em equipe resulta em uma enorme explosão engolindo Luxúria, aparentemente incinerando o homúnculo inteiramente. Ao voltar a entrar na sala, os dois levantam os danos causados pela explosão. No entanto Havoc abaixa a guarda, permitindo que Luxúria o perfure por trás com as pontas dos dedos, escondendo debaixo de alguns detritos. Emergindo mais uma vez, o homúnculo então se regenera completamente enquanto diz ao Coronel que ele não é capaz de salvar seu subordinado.

Recusando-se a desistir, Mustang atira no peito aberto de Luxúria com a espingarda de Havoc antes de carregá-la. Confundindo suas intenções, Luxúria o repreende por pensar que seria capaz de matá-la, só para então ficar chocado quando Mustang enterrou a mão em seu peito, rasgando seu núcleo e fazendo seu corpo se transformar em cinzas. Assim como Mustang estava prestes a usar a pedra para salvar Havoc, Luxúria começa a se regenerar em torno da pedra e seu braço, dizendo-lhe que não era muito cavalheiresco dele colocar a mão diretamente no peito. Empalando-o com as pontas dos dedos, Luxúria lembra-lhe que a pedra era seu núcleo antes de deixá-lo cair no chão e destrói sua luva alquímica. Convencidos de que ambos estavam à beira da morte, Luxúria então sai da sala enquanto Mustang é deixado desesperadamente clamando pelo nome de Havoc.

No centro do prédio, Luxúria confronta Alphonse, Riza Hawkeye e Barry. Perguntando a Barry por que ele uniu forças com Mustang, Barry simplesmente responde que parecia divertido fazer isso, e também comentando que ela era a que ele queria "cortar" mais. Realizando que Alphonse estava lá também, Luxúria expressa com raiva sua frustração por ter que matar dois dos cincos sacrifícios em uma noite. Irritado por toda a conversa, Barry então persiste só para ser instantaneamente cortado, e seu corpo se reduz a sucata por um único golpe de Luxúria. Mencionando que ela odiava os caras persistentes, Luxúria, em seguida, diz a Tenente que ela seria enviada para o mesmo lugar que ela enviou seu superior momentos atrás.

Percebendo o significado de suas palavras, Hawkeye rapidamente perde sua compostura e dispara uma série de tiros no corpo de Luxúria, esgotando toda a munição que ela estava carregando antes de cair em lágrimas. Facilmente regenerando-se do assalto, Luxúria simplesmente se aproxima da jovem com a ponta dos dedos estendida. Bloqueando seu caminho, Alphonse se move para proteger a tenente e transmuta uma lança do chão abaixo deles. Surpreendido por ter sido capaz de fazê-lo sem um círculo de transmutação, Luxúria percebe que o rapaz blindado deve ter visto o Portal da Verdade. Facilmente cortando a sua arma, Luxúria é rápida para empalá-lo com todos os seus dedos. Chamando-lhe um sacrifício confirmado agora, o homúnculo em vez disso dirige seu objetivo para Hawkeye mais uma vez antes de Alphonse estender a mão e bloquear seus outros dedos com seu braço esquerdo.

Balançando os dedos para cima, Luxúria rasga viciosamente sua armadura e logo após isso alguém chega falando atrás dela. Reconhecendo a nova chegada, Alphonse rapidamente transmuta uma grande parede do chão pouco antes de Luxúria ser consumido por um inferno de chamas. Colocada de joelhos, seu assaltante revela ser Mustang em pé sobre ela. Ao perceber sua condição, Luxúria deduz que estava usando um círculo de transmutação cortado em sua própria pele e usando a chama do isqueiro de Havoc como fonte de combustível. Sendo queimada mais uma vez, Luxúria exige saber como ele era capaz de se mover, apesar da lesão que ela tinha causado a ele mais cedo. Segurando seu lado, Mustang revela ter cauterizado a ferida com o uso repetido de suas chamas, embora ele tenha quase desmaiado várias vezes.

Continuando seu ataque ao homúnculo, o corpo de Luxúria é queimada repetidamente, fazendo com que sua habilidade de regeneração seja ativada antes de ser queimada outra vez. Mustang conclui que deve haver um limite para sua regeneração. Luxúria faz uma última tentativa de matar o homem e lança de seus dedos diretamente em sua testa. No entanto, ela é incinerada mais uma vez e sua ponta do dedo é interrompida brevemente de sua cabeça por meros centímetros, e desta vez não conseguindo se regenerar a partir do dano. Lentamente se transformando em cinzas, Luxúria admite derrota e comenta que ela não se importa de perder para um homem como Mustang, cujos olhos estavam tão honestos sem quaisquer sinais de hesitação. Ela então o amaldiçoa mencionando que o dia em que esses olhos refletiriam angústia e que essa mesma angústia estava se aproximando, antes de completamente se desintegrar e sua pedra acabar quebrando, encerrando assim sua vida.

Série 2003

Luxúria é a primeira Homúnculos formalmente introduzida na série (embora não seja tecnicamente o primeiro testemunhado pelos Elrics, cronologicamente). Ela tem o mesmo participação e papel que nem no mangá, porém, ela começa a querer se tornar um ser humano com os avanços série. Sua finalidade principal entre os Homúnculos é reunir informações e viajar para o exterior, manipulando alquimistas para que criem pedras filosofais (seu trabalho pode ser visto pelo que ele realmente é em suas relações com CornelloMugearLujon, e outros). Ganhando verdadeira humanidade é o ponto focal de sua ambição, sem dúvida, muito mais do que o resto do Homúnculos.

Luxúria afirma ter observado pela primeira vez os Elrics enquanto ela estava avaliando o potencial do alquimista Majhal para criar uma Pedra Filosofal. Nesta parte da história ela estava sempre em segundo plano, usando pessoas como Cornello ou Mugear. Luxúria só revelou-se aos Elrics mais tarde, durante os eventos do Laboratório de Pesquisa 5, onde tentou convencer Ed em criar uma pedra filosofal. Luxúria não se apresenta formalmente nem Gula, muito menos dá seu nome para Edward até se encontrarem cara a cara novamente em Lior. Mesmo assim, ela só se apresenta com a intenção de matar Edward imediatamente depois.

Ela é muitas vezes diretamente envolvida no incentivo para que humanos criassem a Pedra Filosofal, usando seu desejo para que tenha de uma vez por todas a pedra. Uma vez atraída, os alquimistas são moldados a seguir qualquer caminho que melhor se adeque a ela e também para os outros homúnculos. Ela também tende a ser mais envolvida com o lado da intriga de conspirações diversas. Luxúria foi criada pelo Irmão de Scar, quando ele tentou usar alquimia para trazer a sua amante de volta dos mortos. Depois que ele foi expulso da sociedade Ishvaliana como um herege, Inveja visita a criatura miserável e a alimentou com pedras vermelhas, dando-lhe forma humana, e seu novo nome. Ela não era a primeira Homúnculos a ostentar o nome de Luxúria, e é a terceira Homúnculos mais jovem, com Ira e Indolência sendo mais jovens.

Impiedosa durante a maior parte da série, ela muda perto do fim. Durante o incidente em Lior, ela começa a recuperar algumas memórias de sua vida como um ser humano, e ela amolece particularmente graças a Scar e os Elrics. Mas sua participação foi imprudente, e permitindo-a fuga dos Elrics devido a um medalhão contendo fios de cabelo da mulher que ela "foi" a impedia de qualquer ação. Isso acabou deixando dúvidas sobre sua lealdade. Luxúria foi levado para Dante, que deu a ela uma chance de se redimir, ajudando Ira a atrapalhar Edward enquanto Al seria sequestrado por Preguiça. Ela finalmente percebe as verdadeiras intenções de Dante, que nunca foram de fazer os homúnculos seres humanos. Devido a isso, ela trai os Homúnculos. Após a primeira tentativa de matar Ed, ela trai Ira e forma uma aliança com Ed sob a condição de que ele ajudaria-a a fazer com ela fosse humana novamente. Em troca, ela revelaria aos Elrics a identidade de seu mestre. No entanto, para salvar a Preguiça da emboscada feito por Edward e ela , Ira usa o medalhão e do círculo de transmutação que Luxúria fez para Edward para usar em Preguiça, imobiliza e mata-a transmutando o braço temporariamente em uma lâmina. Antes de sua morte, Luxúria pergunta onde ela vai quando ela morrer. Se a razão do porque que ela queria se tornar humano era algo tão ruim que era apenas para que ela pudesse morrer e, ironicamente, sua pergunta é respondida. Ela é a segunda Homúnculos à morrer no anime.

Habilidades

Longevidade Perpétua: Sua aparência não envelhece, e enquanto houver almas dentro de seu núcleo para pode extrair energia delas, ela não morrerá.

Imunidade: Ela é imune a qualquer tipo de venenos, toxinas, vírus, doenças, etc.

Auto-Sustento: Ela não precisa comer, beber ou respirar para permanecer viva.

Velocidade Aprimorada:

Resistência Aprimorada:

Alto Intelecto:

Homunculus;-Lust's-Regeneration

A habilidade de regeneração de Luxúria.

Rápida Regeneração: Luxúria possuía um incrível grau de regeneração, devido ao fato de que ela era uma Homúnculos. Com essa capacidade, ela foi capaz de se regenerar quase instantaneamente de ferimentos de bala, e em poucos minutos, capazes de regenerar completamente a partir de uma explosão devastadora causada pela alquimia do Mustang. Possivelmente o melhor exemplo foi a sua capacidade de se regenerar completamente apenas de seu núcleo sozinho, e como ela estava intacta, ela foi capaz de voltar à vida. No entanto, como os outros Homúnculos, ela era incapaz de regenerar por tempo indeterminado e, eventualmente, ficou sem almas para extrair energia, o que resultou em sua eventual morte.

Homunculus;-Ultimate-Spear

A Lança Suprema de Luxúria.

Lança Suprema: A capacidade única de Luxúria era estender os dedos em lâminas extremamente finas e mortais, e demonstrou ser capaz de rasgar qualquer material. O comprimento dessas lâminas também é indeterminado e aparentemente infinito em sua escala, levando a Luxúria ser capaz de matar seus oponentes a qualquer distância com facilidade. Também adicionando à sua letalidade é a velocidade de que ela pode estender e retrai-los, como quando ela de perfurou o crânio de Pai Cornello, a extensão e retração ocorrendo sem o seu movimento ser visto. No entanto, eles não são completamente imparáveis, como Alphonse foi rápido o suficiente para interceptá-los usando a espessura da sua armadura diminuindo sua extensão e velocidade (apesar de ainda perfurando sua armadura completamente).

Trivia

  • A morte de Luxúria nas mãos de Mustang poderia ser uma referência direta ao poema épico de Dante Alighieri, "A Divina Comédia", onde os luxuriosos andam através de paredes de chamas intensas no terraço do sétimo do Purgatório .
  • Luxúria lembra muito "Miss Nynetales", uma personagem principal de Shanghai Yoma Kikai, um mangá cancelado de Hiromu Arakawa.
    • Além disso, Havoc também se assemelha a "Jack" da série, que estava trabalhando para "Miss Nynetales". O relacionamento de Luxúria com Havoc na mangá foi provavelmente uma referência a esse projeto.
  • Em um omake no mangá, Luxúria mostra ter talento para esmagar nozes com seu decote.
  • Fora da série de anime de 2003, Luxúria é a única antagonista mulher na história de Fullmetal Alchemist.
  • Com a morte de Luxúria, ela parece ter previsto com precisão o destino de Mustang de se tornar cego depois de ver a Porta da Verdade perto do final da série, dizendo que, "Estou ansioso pelo dia em que os seus olhos vão estar bem agoniados."
  • O anime de 2003 mencionou que ela era a "nova" Luxúria, tornando-se atualmente desconhecida a respeito de quem o primeiro foi, muito menos dando uma explicação para isso.
  • Perto do fim do filme Fullmetal Alchemist O Filme: O Conquistador de Shamballa, a contraparte de Luxúria é vista junta com a contraparte de Scar do mundo real, sendo uma das ciganas que se encontram com os Elrics na Alemanha.

Referências

  1. Do japonês ラスト Rasuto. Do japonês 性欲 Seiyoku; Do japonês 色欲 Syokuyoku e/ou Sikiyoku.
  2. Codinome usado quando namorava Jean Havoc.
  3. Do japonês ソラリス Sorarisu.
  4. Do japonês 最強の矛 "Saikyo no Yoko".
  5. 5,00 5,01 5,02 5,03 5,04 5,05 5,06 5,07 5,08 5,09 5,10 Anime de Fullmetal Alchemist (2003-2004).
  6. Do japonês 最強の矛 "Saikyo no Yoko".
  7. 7,0 7,1 7,2 Mangá e Anime Brotherhood (2009-2010).
  8. Do japonês 神出鬼没で街一つを地図から消してしまうほどの力を持つ。 その正体は未だ不明。 Shinshutsukibotsu de machi hitotsu o chizu kara keshite shimau hodo no chikara o motsu. Sono shōtai wa imada fumei.
  9. http://www.hagaren.jp/old/chara/lus01.html

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória